Atividade do Design de Moda da UCPel integra Semana da Consciência Negra

Com o objetivo de incentivar os pequenos a não perderem a paixão por desenhar, o curso de Design de Moda da Universidade Católica de Pelotas (UCPel) e o artista Eduardo Radox (Mr. Negrinho) realizam oficina de Desenho de Moda para crianças do abrigo Lar Dona Conceição. Na mesma ocasião, a acadêmica Mônica Iribarrem apresentou às crianças presentes na oficina o croqui do novo figurino de verão do Mr. Negrinho, que será apresentado ao público nos próximos meses. 
O evento ainda contou com a presença das docentes da graduação Ana Luiza Timm e Gabriella Silva, que distribuíram aos pequenos croquis de moda para serem coloridos. Logo após, o artista local da cidade de Pelotas, Mr. Negrinho, presenteou as crianças com apresentação de uma peça de teatro. Conforme explica o artista, a oficina foi elaborada para instigar e despertar o lado criativo dos pequenos. “Além de proporcionar interação, a oficina causou reflexão sobre a semana da Consciência Negra”, salienta. 
 
Segundo a docente da UCPel, Ana Luiza Timm, a parceria com o Mr. Negrinho foi fundamental para realização do projeto. “Quando o Negrinho nos procurou para desenvolver a oficina não hesitamos em aceitar. O curso de Moda tem essa relação mais próxima com a comunidade e não devemos perder essa característica nunca”, justifica a professora da graduação. 
 
Para a professora Gabriella Silva, a oficina foi uma ótima forma de mostrar que o curso de Moda não produz apenas peças de roupas. “A profissão em Design de Moda é uma das áreas que mais emprega no Brasil de forma indireta. Desde a produção até a venda, a Moda tem várias funções que as pessoas não enxergam. É importante que crianças no início de fase escolar comecem a entender o mundo amplo da profissão para, quem sabe, se tornarem Designers de Moda no futuro”, conclui.  
Processo de criação do figurino 
Produzir um figurino é entender a vestimenta, seus aspectos culturais e sociais. Com isso, a acadêmica Mônica do segundo semestre do curso de Moda da UCPel explica o que foi levado em conta na produção do croqui. “O processo foi uma junção de ideias. O Mr. Negrinho não deixou nada específico do que queria em seu traje. Estudei a história dele e então surgiram as ideias. Apliquei as cores que ele já usava e acrescentei o dourado, para resgatar características culturais da cidade de Pelotas”, explica. 
 
Já para o artista Mr. Negrinho, o carinho que recebeu do curso de Moda foi imensurável. “A professora Ana me recebeu com muito carinho quando fui na UCPel. Conheci posteriormente a professora Gabriella Silva, que agarrou com unhas e dentes o projeto. O figurino, que será apresentado no mês de janeiro, está a cargo da Mônica com orientações das docentes da graduação. 
História do artista

A descrição é lúdica: Mister Negrinho nasceu há muitos anos no Reino das Delícias, comandado por seu pai, o Rei Alberto. Após encontrar um lindo Cavalo Branco próximo aos campos da Imperatriz, cavalgou até chegar na Terra Sul, encontrando repouso e descanso no entorno do Mercado Central de Pelotas. 
 
Conheceu uma donzela de família nobre de nome Fran’s, que, ao beijá-lo, o transformou em gente de carne e osso, contou-lhe a história da cidade de Pelotas e também da contribuição do povo negro na construção da Capital Nacional do Doce. 
O personagem acrescenta nas atividades turísticas da cidade uma maneira alegre de se comunicar com os visitantes.  
Redação: Alisson Lopes
Com informações obtidas no site www.pelotasconvention.com.br
  

foto da notícia

Deixe uma resposta